Arquivo da tag assembleia legislativa do paraná

Sancionada lei de Martins que obriga construção de pontos de parada nas praças de pedágio do PR

O projeto foi aprovado na Assembleia foi sancionado e agora é lei

Foi sancionado o projeto de lei 315/2016, de autoria do deputado Luiz Carlos Martins (Progressista), que obriga as empresas de pedágio a construírem em suas praças Pontos de Parada e Descanso (PPD) para motoristas profissionais em todas as rodovias pedagiadas do Paraná. A proposta foi aprovada pelos deputados estaduais e sancionada no dia 2 de agosto de 2018. Agora, as Concessionárias de Pedágio no Estado do Paraná são obrigadas a construírem estes pontos.

De acordo com Martins, o objetivo é atender o que está na Lei 13.103/15, a chamada Lei dos Caminhoneiros. “Até agora, o Governo Federal, que assumiu a responsabilidade de indicar esses Pontos de Parada e Descanso, não cumpriu sua determinação e nossos profissionais das estradas estão sem fazer valer seus direitos legais regidos pela Lei”, diz Martins.

O deputado completa lembrando o trabalho desgastante dos caminhoneiros nas estradas, o que ficou ainda mais evidente durante a greve da categoria no mês de maio. “Os nossos caminhoneiros trabalham muito, recebem pouco, ficam muitas vezes sem se alimentar direito, eles precisam de todo o nosso respeito e também melhores condições de trabalho. Agora, com a aprovação deste projeto, o Paraná sairá na frente na busca de uma solução para a falta de pontos credenciados de PPD. Vamos resolver o impasse para a falta de credenciamento e de responsabilização de criação desses pontos de parada tão necessários para a saúde dos profissionais da estrada”, completou Martins.

Reação dos caminhoneiros

Para os caminhoneiros, o Paraná sai na frente na aprovação deste projeto, já que não há nenhum PPD em praças de pedágio do país. “Essas paradas são de suma importância para os caminhoneiros. Não temos nenhum ponto de parada com segurança nas estradas. Muitas vezes, somos obrigados a descansar em postos de combustíveis, terrenos abertos, sem nenhuma segurança ou infraestrutura. A categoria sofre com assaltos e este projeto é uma prova de respeito aos caminhoneiros”, afirmou o representante dos caminhoneiros autônomos, Vanderlei Dedeco.

Dedeco lembrou que a Lei dos Caminhoneiros prevê que o motorista profissional pare e descanse a cada 4 horas e meia, mas, muitas vezes, por falta de segurança, ele acaba não cumprindo isso. “Temos a Lei dos Caminhoneiros que prevê o descanso, mas tem caminhoneiro que acaba não cumprindo e correndo o risco de ser flagrado pela Polícia Rodoviária Federal no tacógrafo porque não se sente seguro em parar para descansar. Com estes pontos, certamente termos mais condições de exercer nossa profissão de forma digna”, completou.

A regulamentação e a fiscalização ficarão sob responsabilidade do Governo do Paraná.

Luiz Carlos Martins se emociona ao receber a maior honraria do Paraná: a Ordem do Pinheiro

Governador Beto Richa fez a entrega da comenda a 60 personalidades nesta terça-feira (19)

Ele se emocionou. Luiz Carlos Martins recebeu das mãos do governador Beto Richa nesta terça-feira (19), a Ordem do Pinheiro, a mais alta comenda do Estado. Agora, Martins tem a comenda de Grande Oficial. A homenagem é o símbolo do reconhecimento do Governo do Estado a pessoas que se destacam em suas profissões e atuação pública, contribuindo para a divulgação e crescimento cultural, econômico, político e social do Paraná. (Assista abaixo ao momento da entrega da homenagem)

Luiz Carlos Martins ofereceu o reconhecimento a todos aqueles que lhe ajudam a construir o dia a dia na Rádio Banda B e na Assembleia Legislativa do Paraná, como radialista e deputado estadual. “Para mim, esta comenda significa o coroamento de toda uma história. Aproveito para compartilhar esta honraria que recebi primeiramente com Deus, depois com minha família e os milhares de ouvintes que me acompanham há muitos anos. Estou muito feliz e emocionado. A minha homenagem é a homenagem de todos. Sou muito grato por isso”, afirmou Martins.

O governador Beto Richa falou sobre a importância de todas as 60 personalidades na cerimônia (ver lista completa aqui),  que ocorreu em um espaço especialmente montado em frente ao Palácio Iguaçu. “São pessoas dos mais distintos setores, que fazem a diversidade, a pluralidade e a riqueza de nosso Estado e de nosso País”, afirmou Richa.“É um momento de comemoração para homenagear estas pessoas, que dão grande contribuição ao Estado, além de instituições e entidades aqui representadas. Todos os que receberam a Ordem Estadual do Pinheiro contribuem para fazer o Paraná e o Brasil lugares melhores para se viver”, completou o governador.

A condecoração faz parte da comemoração pelos 164 anos da Emancipação Política do Paraná.

Criada em 1972, a comenda é atribuída nos graus Grã-Cruz, Grande Oficial e Comendador. Para a escolha dos homenageados, organizações da sociedade civil fazem as indicações de pessoas. O processo passa por uma comissão do Governo do Estado, formada pela Casa Civil, Chefia de Gabinete do Governador, Casa Militar e Secretaria da Cultura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ele faz com o coração

Luiz Carlos Martins foi quem por primeiro usou a expressão “um beijo no seu coração”, há pelo menos 30 anos. E até por isso, por ter sido o ‘pai’ de “um beijo no seu coração”, Martins passou a ser conhecido como “aquele que faz com o coração”, marca de sua presença na Rádio Banda B, que criou, dirige e onde é dono absoluto de audiência. Com o bordão: Oi Oi gente querida”, levanta a audiência todas as manhãs. Com emoção e fé, faz a Oração da Manhã e a Oração do Meio-dia.

Como empresário da comunicação gera inúmeros empregos e como radialista e deputado estadual sabe ouvir, muito mais do que falar. Ouve a voz do povo e faz seu papel na luta pela inclusão social.

Paulista, nascido em Bilac, Luiz Carlos Martins viveu a infância e parte da juventude em Birigui. Mas foi em Jacarezinho, no Norte Pioneiro, que realizou o sonho de uma vida: ser radialista.

Veio para Curitiba, aos 28 anos e logo foi eleito vereador. Hoje, está em seu sétimo mandato na Assembleia Legislativa do Paraná.

Autor de várias leis, entre elas a que dá o direito de meia-entrada a todos os doadores de sangue, Martins tem como foco a valorização do social. Gravou CDs com mensagens de fé e é autor do livro “Agora e sempre”. Em 1989, criou a Rádio Banda B, no AM 550 em Curitiba e AM 650 em Cambará. Campeão de audiência mesmo entre as rádios FM. Todas as manhãs, é possível ouvir sua voz inconfundível na Banda B.

Um beijo no seu coração é o que diz sempre Luiz Carlos Martins.

“Lutamos e Cambará recebeu de volta o Colégio Sílvio Tavares”, diz o deputado Luiz Carlos Martins

Os alunos do Colégio Estadual Professor Sílvio Tavares, o maior e mais antigo de Cambará, no Norte Pioneiro, já podem comemorar. O prédio, atingido por um incêndio, em 2015, foi totalmente reformado. O Governo do Estado reconstruiu o piso superior, que havia sido destruído pelo fogo, reformou e revitalizou o térreo, com investimento de R$ 1,5 milhão.

Fundado há 64 anos, o colégio é o terceiro maior do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Jacarezinho. Com 600 alunos, a escola retoma as atividades normais nesta quinta-feira. Durante a solenidade de reabertura nesta quarta-feira (25), Richa anunciou que a unidade também vai receber investimentos do Estado dentro do programa de modernização tecnológica na rede estadual.

“A determinação é que a escola de Cambará seja a primeira beneficiada”, afirmou o governador, ressaltando que o governo estadual investirá R$ 100 milhões na melhoria dos laboratórios de informática, redes de internet e aquisição de equipamentos. O programa vai beneficiar 2.100 colégios públicos do Estado.

Os deputados Luiz Carlos Martins (PSD) e Pedro Lupion (DEM), lutaram pela reconstrução e acompanharam de perto o processo burocrático da licitação. Para Martins, a recuperação do Colégio Silvio Tavares é a volta por cima diante da tragédia de 2015. “O dia do incêndio, em 11 de fevereiro de 2015, foi muito triste. Foi numa quarta-feira à noite, lembro bem. A cidade ficou desolada com toda a destruição. Por isso, logo em seguida, começamos a trabalhar junto ao Governo do Paraná pela liberação dos recursos para a reconstrução do Colégio Silvio Tavares. Sou do Norte Pioneiro e sei o quanto esta escola é importante para a região. Agora, podemos dizer que Cambará deu a volta por cima. Vamos em frente”, afirmou Martins.

Alunos, professores, diretores e lideranças de Cambará também comemoraram a reinauguração. “É uma belíssima e histórica escola, uma das maiores e mais bonitas do Paraná”, destacou o governador. Ele lembrou que o Governo do Estado adquiriu cerca de 7 mil extintores para equipar escolas e também criou a Brigada Escolar, que capacita estudantes, professores e funcionários sobre os procedimentos em casos de incêndio.

O prefeito José Salim Haggi Neto mencionou que a obra de reconstrução era uma reivindicação importante da comunidade. “É uma alegria este momento. Quando o colégio pegou fogo, Cambará chorou e hoje percebemos a felicidade da nossa comunidade por receber de novo esse prédio, que faz parte da história da nossa população e da nossa cidade”, disse ele.

O impacto que a destruição do prédio do colégio teve junto à população foi também ressaltado pela diretora do colégio, professora Maria Ângela Cegatti. “Toda a comunidade ficou muito triste. Mas tem males que vem para bem. Temos que agradecer ao Governo do Estado pelo ótimo trabalho. O colégio ficou até melhor e está perfeito para receber os nossos alunos”, afirmou.

A estudante Giovana, 16 anos, vai concluir o ensino médio no novo prédio do colégio. Ela, que está na escola desde o 6° ano do ensino fundamental, acompanhou de perto a situação desde o incêndio e afirmou que a insegurança de não ter onde estudar era o que mais afligia os alunos.

“Quando soube do incêndio a primeira coisa que pensei foi onde concluiria meus estudos. O período de adaptação na outra escola foi difícil, mas deu tudo certo. É uma emoção muito grande estar de volta. Vou terminar o ensino médio no colégio novo e a felicidade é gigantesca”, afirmou.

RECONSTRUÇÃO

O incêndio atingiu a escola na noite de 11 de fevereiro de 2015, por volta das 22 horas. O fogo foi contido totalmente somente na madrugada pelas equipes da Defesa Civil Comunitária de Cambará e do Corpo de Bombeiros de Jacarezinho. O pavimento superior do prédio ficou destruído.

No pavimento superior, foram reconstruídas 13 salas de aulas, os laboratórios de Química, Física e Biologia, e o de Informática e o auditório. Também foram reformados os pisos do pavimento inferior, de nove salas de aula e do setor administrativo. O colégio também foi equipado com extintores e outros itens de segurança e recebeu uma nova pintura.

O Colégio Silvio Tavares tem uma área de 2 mil metros quadrados e cerca de 600 alunos dos ensinos fundamental e médio. No local também são ofertados cursos técnicos de formação de docentes, recursos humanos, contabilidade e administração. “Estamos vendo a possibilidade de implantar cursos de estética, secretariado e marketing. A escola tem espaço físico e condições de atender”, contou a diretora-auxiliar Márcia Regina Franco de Oliveira.

*com informações da Agência Estadual de Notícias

Este slideshow necessita de JavaScript.