Emenda de Martins garante Arena Multiuso para Mandirituba; “Política de resultados”, diz prefeito

Resultados da pesquisa por: politica

Emenda de Martins garante Arena Multiuso para Mandirituba; “Política de resultados”, diz prefeito

Espaço foi inaugurado neste sábado na localidade de Areia Branca dos Assis

(Banda B)

A população de Mandirituba, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) ganhou um presente neste sábado (12). Foi inaugurada uma mini arena esportiva, com investimento de R$ 340 mil do Governo do Paraná. A instalação foi possível graças a uma emenda do deputado Luiz Carlos Martins (Progressista), que participou da cerimônia de inauguração nesta manhã. Agora, alunos das escolas municipais de Mandirituba e de escolinhas de futebol mantidas pela prefeitura, além da população em geral, poderão usar o espaço para disputar jogos e outras atividades.

A quadra foi instalada na localidade de Areia Branca dos Assis. O espaço conta com com estruturas de alambrados, arquibancadas e gramado sintético e pode ser utilizado para a prática de futebol, handebol, vôlei, tênis, badminton, entre outras modalidades.

Com seu “Oi Oi gente querida”, Luiz Carlos Martins parabenizou a todos e falou sobre a conquista da cidade. “Estou muito feliz por ser cidadão, por ser deputado e mais feliz ainda pelo povo de Mandirituba. Essa arena multiuso vem para agregar. A mãe vai perguntar:  ‘Cadê o Juninho?’, está lá na arena. E não será só o filho que vai aproveitar, toda a família terá opção de lazer e esporte aqui. Lutamos por esta emenda e o resultado está aqui. Parabéns a todos”, disse Martins.

O prefeito Luiz Antonio Biscaia (PSC) também comemorou muito. Ele disse que já está programada a construção neste espaço de um grande complexo com creche, campo de futebol, academia e uma área de lazer com pista de caminhada e atividades também para a Terceira Idade. É a política de resultado, afirmou o prefeito.

“Agradecemos ao deputado Luiz Carlos Martins. Esta é a política de resultados e é isso que o povo quer. Chegamos com uma mentalidade diferente, de evoluir sempre. Se você correr atrás, conversar com as pessoas certas e for uma pessoa séria, consegue resgatar a credibilidade da política. Iremos tirar crianças e jovens das ruas, do risco do mau caminho. Isso é o que é importante”, disse o prefeito.

Martins ressaltou o esforço do prefeito Biscaia e do vereador Tadeu Machado (PV) para a conquista de mais este espaço. “É um trabalho conjunto. Conquistamos a emenda com a participação e a perseverança do vereador Tadeu Machado e também a determinação do prefeito Biscaia, completou o deputado e radialista Luiz Carlos Martins.

Conquista

A aluna Almerinda Mori, de 12 anos, era uma das mais animadas na inauguração. Aluna do 7º ano, ela conta que agora, com a nova quadra, o incentivo será ainda maior. “Comecei este ano a praticar vôlei, futebol, dança e minhas notas já melhoraram. Agora então com a quadra estou mais animada”, disse.

Odneia Poduado, mãe de duas adolescentes, também fez questão de prestigiar a inauguração da Arena Multiuso. Para ela, não há melhor caminho para o jovem que o estudo aliado a prática de atividade física.  “É muito bom as crianças terem atividades no contraturno escolar. São iniciativas como essa que desviam nossos filhos dos perigos das ruas. Tenho duas filhas que estão no contraturno da prefeitura e agora vão poder contar com este espaço pertinho de casa. Até eu não vou sair daqui”, comemorou.

O prefeito informou que está sendo montado um cronograma de atividades no espaço. Não haverá nenhum custo e toda a população poderá utilizar a miniarena dentro da programação previamente agendada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Trajetória na política

politica

Luiz Carlos Martins na ALEP. Foto: Assessoria

RETRATO DO PARANÁ
Para Luiz, a Assembléia Legislativa “é um retrato do Paraná”, variado, rico, multiforme, “onde, como na política em geral, não há santos nem demônios”. É uma casa de homens e mulheres que, opinam, compõem uma fauna especial, movida fundamentalmente pelo “móbile” político, com ampla inserção cultural e sem barreiras raciais, religiosas ou sociais.

De Aníbal Khoury – em cujo mandato de presidente Luiz foi primeiro secretário da Assembléia, de 1995 a 1999 -, uma certeza: “Foi um aglutinador na política paranaense, especialista em reunir pessoas e idéias”.

Cida conta que nasceu de um tombo, confundiu o marido com padre e diz que tem pressa

Em entrevista a Luiz Carlos Martins, na Rádio Banda B, Cida fala da vida e do trabalho frente ao Governo do Paraná

Você conhece a Maria Aparecida? Com esta pergunta, o radialista e deputado estadual Luiz Carlos Martins abriu a entrevista com a governadora Cida Borghetti, na manhã desta segunda-feira (21). Ao vivo, no estúdio da Rádio Banda B, a “Maria Aparecida” contou sua história e mostrou como chegou até aqui (ouça a entrevista na íntegra abaixo). É hoje a primeira a mulher a ocupar de forma definitiva o cargo de governadora do Paraná, quer ser eleita em outubro ao mesmo cargo e tem pressa, muita pressa de mostrar a que veio.

Entre tantas histórias que contou, Cida falou que nasceu após a mãe e dois irmãos sofrerem um acidente de ônibus em 1965, na estrada entre Caçador (SC) e Porto União (SC). Como muitos dizem até de hoje, ‘nasceu de um tombo’. ” Desde que nasci, dizem que nasci de um tombo, já que minha mãe estava grávida de 7 meses, quando o ônibus em que viajava com meus irmãos tombou na estrada e eles conseguiram escapar quebrando o vidro da janela. Muitos morreram naquele acidente. Ela ainda foi na inauguração de um restaurante do meu pai em Porto União e voltou pra Caçador. Lá, sentiu dores e acabei nascendo, de 7 meses. Ainda fiquei três meses na incubadora, mas resisti”, contou.

Décima filha dos 13 filhos que dona Íres (hoje com 92 anos) e do seu Severino (já falecido), Cida contou se seu nome veio de uma promessa da mãe. “Neste acidente, quando o ônibus estava tombado, minha mãe viu um cartaz com a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Além disso, meu irmão tinha uma imagem de Nossa Senhora na bolsa. Quando minha mãe viu que era uma menina, colocou meu nome de Maria Aparecida como agradecimento à promessa que fez caso eu e meus irmãos sobrevivessem. Minha família toda é de muita fé”, completou.

Era um padre?

A governadora também contou como conheceu o marido, deputado federal Ricardo Barros (Progressista). Foi no ano de 1989, durante uma festa em Caiobá, no litoral do Paraná. Mas antes, ainda em 1988, os dois tinham conversado por telefone, de forma fria e distante. “A primeira vez que falei com o Ricardo foi por telefone. Eu estava começando com uma agência de marketing político, em Curitiba, e liguei pra ele em Maringá, pra falar da campanha à prefeitura que ele fazia lá. Era candidato a prefeito. Coloquei a agência à disposição se ele precisasse de algo, mas falou que não precisava de nada. Foi rápido e ficou por isso mesmo”, relembrou.

Depois, Cida ficou um tempo estudando nos EUA, voltou e, nas férias de 1989, foi para a festa da escolha da “Garota Caiobá”, promovida pelo colunista, já falecido, Dino Almeida. Na festa, com a família, Cida conta que viu um rapaz, vestido de preto, mangas cumpridas, parecia um padre.

“Ele usava uma camisa com gola de padre, de preto, manga cumprida e ficou olhando pra nossa mesa. Até comentei: ‘nossa, só tem padre nessa festa’. De repente, ele levantou e foi pra mesa principal, como jurado. Aí comentei: ‘nossa, um padre de jurado?’. Quando acabou, um amigo nos apresentou. Daí fiquei sabendo que era o Ricardo Barros, prefeito de Maringá. No dia seguinte, ele me localizou na praia e começamos a conversar. Nove meses depois nos casamos”, contou Cida.

Cida ainda falou de outras história de família e da pressa que tem de fazer um bom Governo. Pré-candidata ao cargo de governadora nas eleições de outubro, a mãe de Maria Victória (deputada estadual) disse que está a 100 km/h. “Estamos com pressa de fazer o melhor pelo Paraná. Falam que estou a 100 km/h e estou mesmo. Claro que é preciso paciência, mas já aviso que paciência tem limite. Há muito a fazer e estamos trabalhando muito”.

Ouça a entrevista de Maria Aparecida Borghetti, na íntegra, no Portal Banda B.